Apresentação

2015_PEN_DRIVE.jpg

VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde

   No Brasil, diversos eventos no campo da saúde coletiva, como os congressos brasileiros de epidemiologia, e da geografia, como os encontros nacionais de geógrafos, têm demonstrado o interesse crescente, tanto de sanitaristas quanto de geógrafos, na incorporação de novos conceitos e no desenvolvimento de novas metodologias capazes de incluir, a diversidade do espaço geográfico e as novas fronteiras nas análises de situação de saúde e no estabelecimento de políticas públicas de saúde. Por isso, o tema escolhido para nortear as discussões do VII simpósio nacional de geografia da saúde é “saúde e fronteiras: interações espaciais e de saberes”. Neste contexto, a finalidade principal desse evento é explorar novas fronteiras de pesquisa entre a geografia e a saúde e fomentar redes internacionais para compartilhar informações e gerar sinergias de pesquisa e de aplicações dessas linhas pesquisas nos serviços de saúde.

Eixos tematicos

     As apresentações dos trabalhos, tanto na forma de pôster quanto nas comunicações coordenadas, serão relacionadas aos seguintes eixos temáticos:

1. Dinâmica dos sistemas ambientais e a saúde

Eixo concebido para a discussão das questões mudança e risco ambiental; contudo, salientando-se, é claro, as relações que ambas podem ter com o quadro da saúde.

2. Acesso e acessibilidades ao sistema de saúde

Neste eixo espera-se que seja tratada a questão da equidade de acesso aos serviços de saúde. Para isso, são bem-vindos os trabalhos que, por exemplo, destinem-se a examinar os sistemas de avaliação e monitoramento da qualidade destes serviços.

3. Dados e análises: os desafios do uso das geotecnologias em saúde

Eixo especialmente consagrado ao debate sobre as novas fronteiras do uso de “geotecnologias”. Entendidas como úteis aos procedimentos de tratamento e representação da informação, elas de fato suscitam estudos tópicos muito pertinentes – p.ex., a questão da análise espacial e suas potencialidades no apoio ao setor da saúde.

4. Abordagens e métodos em geografia da saúde

Com este eixo abre-se espaço aos estudos de teor metodológico e/ou epistemológico. Presume-se que a emergência de novas modalidades de abordagem (sejam teórico-conceituais ou instrumentais) torna oportunos os exercícios reflexivos e analíticos sobre a natureza do campo investigativo (epistemologia), tanto quanto sobre os expedientes práticos da pesquisa (metodologia). Sendo assim, uma série de matérias e procedimentos inscreve-se no escopo deste eixo: p.ex., os métodos (qualitativos e quantitativos) que têm sido desenvolvidos a fim de avaliar situações de saúde (ressaltando-se, ademais, os novos desafios do setor – tais como aqueles relacionados às doenças crônicas, à saúde mental, às drogas e à violência).

5. Alternativas e alternatividades em práticas de saúde coletiva

Um eixo concebido para, enfim, abrir campo a ângulos de abordagem por muito tempo negligenciados pela comunidade científica. São bem-vindas as discussões sobre os novos tipos de práticas de saúde coletiva (abrangendo desde aquelas atinentes à chamada “medicina tradicional” e seus aprimoramentos; até aquelas relacionadas com serviços de saúde alternativos).

Programação

PROGRAMAÇÃO DETALHADA

IV Fórum Internacional de Geografia da Saúde

  • 22 de setembro de 2015

09h as 18h - Oficina Ensino e Pesquisa em Geografia da Saúde na Europa, África e América Latina 

(As oficinas são restritas para convidados - Os interessados em participar devem entrar em contato com a comissão organizadora através do e-mail geosaude2015@unb.br).

  • 23 de setembro de 2015

09h as 12h30 - Oficina Clima, Sustentabilidade e Saúde - Fortalecimento das questões de saúde e ambiente: Uma maneira de aumentar a sinergia entre as três convenções do Rio

(As oficinas são restritas para convidados - Os interessados em participar devem entrar em contato com a comissão organizadora através do e-mail geosaude2015@unb.br).

VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde

  • 23 de setembro de 2015

16h30 as 17h - Cerimônia de abertura.

17h as 18h - Conferência de abertura - Dr. Pedro Luis Tauil, professor emérito da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB).

  • 24 de setembro de 2015

8:30 – 10:00 - Comunicação coordenada - Apresentação oral de trabalhos de cada eixo temático. (Clique aqui para acessar a programação dessa atividade)

10:30 – 12:30 - Mesa redonda “Dinâmica dos sistemas ambientais e a saúde"

Coordenador: Dr. Samuel do Carmo Lima (UFU)
Palestrantes: Dr. Paulo Nossa (Universidade de Coimbra), Dr. Guilherme Franco Netto (Fiocruz), Dr. Gilberto Pucca (MS/SVS)

12:30 – 14:00 - Sessão de pôster Eixo Temático 1, 2 e 3 (Clique aqui para acessar a programação dessa atividade)

14:00 -16:00 - Mesa redonda "Acesso e acessibilidades ao sistema de saúde"

Coordenador: Dr. Raul Guimarães (UNESP - Presidente Prudente) - Palestrantes: Dr. Maurício Monken (Fiocruz), Dr. Umberto Pessoto (Instituto de Saúde de São Paulo), Dra. Maria Cecilia Minayo (Fiocruz)

16:30 – 18:30 - Mesa redonda "Dados e análises: os desafios do uso das geotecnologias em saúde"

Coordenadora: Dra. Ligia Vizeu Barrozo (USP)
Palestrantes: Dr. Emerson Soares dos Santos (UFMT), Dr. Gilberto Câmara (INPE), Dr. Pericles Riograndense Cardim da Silva (SIPAM)

  • 25 de setembro de 2015

8:30 – 10:00 - Comunicação coordenada - Apresentação oral de trabalhos de cada eixo temático. (Clique aqui para acessar a programação dessa atividade)

10:30 – 12:30 - Mesa redonda "Abordagens e métodos em geografia da saúde"

Coordenador: Dr. Jan Bitoun (UFPE)
Palestrantes: Dra. Tatiana Schor (UFAM), Dr. André Monteiro da Costa (Fiocruz), Dra. Ana Maria Nogales Vasconcelos (UnB)

12:30 – 14:00 - Sessão de pôster Eixo Temático 4 e 5 (Clique aqui para acessar a programação dessa atividade)

14:00 – 16:00 - Mesa redonda "Alternativas e alternatividades em práticas de saúde coletiva"

Coordenador: Dr. Francisco Mendonça (UFPR)
Palestrantes: Dr. Frederico Camelo Leão (USP), Raimundo Nonato Pereira Silva ("Doutor Raiz" do Acre), Dr. Rui Leandro da Silva Santos (MS/SGEP)

16:30 – 18:30 - Sessão de encerramento

Eixos Temáticos: 1. Dinâmica dos sistemas ambientais e a saúde; 2. Acesso e acessibilidades ao sistema de saúde; 3. Dados e análises: os desafios do uso das geotecnologias em saúde; 4. Abordagens e métodos em geografia da saúde; 5. Alternativas e alternatividades em práticas de saúde coletiva

Coordenação

Helen Gurgel (UnB)
Christovam Barcellos (FIOCRUZ)
Anne Elizabeth Laques (IRD)

Comitê de Organização

Adeir Archanjo da Mota (UFGD)
André Fenner (FIOCRUZ)
Dantes Reis (UnB)
Eliane Lima e Silva (Ministério da Saúde)
Francisco Mendoça (UFPR)
Pascal Handschumacher (IRD)
Luiz Belino Ferreira Sales (Ministério da Saúde)
Renata Gracie (FIOCRUZ)
Ruth Laranja (UnB)
Shirley Cristina dos Santos (CENSIPAM/MD)
Valdir Steinke (UnB)
Walter Ramalho (UnB)
Wildo Araujo (UnB)

Comitê Científico

Adeir Archanjo da Mota (UFGD)
Adelsom Soares Filho (UFGD)
Anselmo Cesar Vasconcelos Bezerra (IFPE)
Carlos Passo (UnB)
Cintia Honório (Ministério da Saúde)
Claudia Marques Roma (UFGD)
Dantes Reis Junior (UnB)
Eduardo Augusto Werneck Ribeiro (IFC)
Emerson Soares dos Santos (UFMT)
Emmanuel Roux (IRD, França)
Eucilene Alves (UCB)
Eva Teixeira dos Santos (UFMS)
Fernanda Rodrigues Fonseca (FIOCRUZ)
Fernando Luiz Araújo Sobrinho (UnB)
Flávia de Oliveira Santos (UFU)
Francisco Mendonça (UFPR)
Geraldo Alves de Souza (UFAM)
Isaque dos Santos Sousa (UEA)
Izabel Cristina dos Reis (FIOCRUZ)
Jan Bitoun (UFPE)
Jorge Pickenhayn (Universidad Nacional de San Juan - Argentina)
José Aquino Junior (UFMA)
José Roberto Machado (IFSC - Jaraguá do Sul)
Leonice Seolin Dias (UNESP – Presidente Prudente)
Ligia Vizeu Barrozo (USP)
Luisa Roja (Universidad de Habana, Cuba)
Luiz Belino Ferreira Sales (Ministério da Saúde)
Marcel de Moraes Pedroso (FIOCRUZ)
Márcia Siqueira de Carvalho (UEL)
Marcus Fuckner (ANA)
Marina Jorge de Miranda (USP)
Martha Priscila Bezerra Pereira (UFCG)
Mauricio Eduardo Salgado Rangel (UFMA)
Maurício Monken (FIOCRUZ)
Missifany Silveira (UnB)
Monica Magalhães (Fiocruz)
Nadine Dessay (IRD, França)
Natacha Cíntia Regina Aleixo (UEA)
Natália Cristina Alves (UNESP - Presidente Prudente)
Nelson Veiga Gonçalves (UFRA)
Oseias da Silva Martinuci (UEM)
Pascal Handschumacher (IRD, França)
Paula Santana (Universidade de Coimbra, Portugal)
Paulo Cesar Peiter (FIOCRUZ)
Paulo Cezar Mendes (UFU)
Paulo Nossa (Universidade de Coimbra, Portugal)
Rafael de Castro Catão (UNESP - Presidente Prudente)
Raimundo Lenilde de Araújo (UFPI)
Raul Guimarães (UNESP - Presidente Prudente)
Roberta Argento Goldstein (FIOCRUZ)
Ronaldo Rodrigues Araújo (UFMA)
Samuel do Carmo Lima (UFU)
Shadia Husseini de Araújo (UnB)
Shirley Cristina dos Santos (CENSIPAM/MD)
Thomas Kraft (UGI, Holanda)
Umberto Catarino Pessoto (Instituto de Saúde/SES/SP)
Vincent Herbreteaux (IRD, França)
Walter Massa Ramalho (UnB)
Zulimar Márita Ribeiro Rodrigues (UFMA)

Normas/Trabalho

Premiação das 10 melhores apresentações

Comunicação oral

- Apresentadora: Marla Weihs | Trabalho: Riscos da ocupação: um olhar sobre a relação meio ambiente e saúde em uma fronteira agrícola da Amazônia brasileira.

- Apresentador: Anselmo Cesar Vasconselos Bezerra | Trabalho: Diagnóstico participativo do setor saúde no município de Goiana, Pernambuco

- Apresentador: Sergio Augusto Coelho-Souza | Trabalho: Alternativas sustentáveis na falta de saneamento básico para populações ribeirinhas amazônicas: uma abordagem desde a indagação comunitária até a bioconstrução coletiva

- Apresentadora: Patrícia Carla dos Santos | Trabalho: Agrupamentos socioambientais dos territórios da saúde no município de São Paulo

- Apresentador: Guilherme Vilagelim de Souza | Trabalho: Saúde escolar: a situação de saúde dos alunos nas escolas do bairro parque das nações, Manaus-AM

Pôster

- Apresentadores: Rekle Gean Pereira Siriano Ferreira e Matheus Gonçalves Ferreira | Trabalho: Catadores de materiais recicláveis: condições de saúde e acesso a serviços básicos.

- Apresentadora: Emanuele Bani | Trabalho: Análise espacial da dengue e seus determinantes socioambientais em São Luís, Maranhão, Brasil

- Apresentadora: Zulimar Márita Ribeiro Rodrigues | Trabalho: Determinantes sociais da saúde (DSS) no município de Conceição do Lago Açú – MA/Brasil

- Apresentador: Rogelio Santana Arias | Trabalho: Distribución geografica del abuso sexual y la violencia intrafamiliar de la ZMSLP, México

- Apresentador: Paulo Cesar Peiter | Trabalho: Territórios e territorialidades dos usuários de crack em situação de rua em Manguinhos, Rio de Janeiro, Brasil

Lista dos artigos pré-aprovados para Edição Especial da Revista Espaço & Geografia

Baixe aqui a lista dos trabalhos dos artigos pré-aprovados para Edição Especial da Revista Espaço & Geografia [ISSN 1516-9375]

Programação das Apresentações dos Trabalhos

Baixe aqui a programação das apresentações das sessões de comunicações orais.

Baixe aqui a programação das apresentações das sessões de pôsteres.

Orientações para Apresentação de Comunicação Oral

Cada apresentador terá 10 minutos para a apresentação oral e 5 minutos para debate.

Obs.: O template para a apresentação de comunicação oral é livre.

Orientações para Apresentação de Pôster

O pôster deverá seguir um template específico. Clique aqui para a elaboração do pôster em azul ou branco.

Obs.:
1 - A página já está configurada dentro das dimensões (90cmx120cm).
2 - Recomendamos que se coloque um cordão no pôster para a fixação nos pedestais.
3 - O tipo de material de impressão do pôster é livre.

 

Orientações para Elaboração de Trabalho

Os trabalhos submetidos ao GeoSaúde 2015 deverão ser baseados em pesquisas em estágio avançado de realização e conterem questões teórico-metodológicas convergentes com a temática do evento.

Todos os trabalhos aprovados para apresentação, seja na forma de comunicação oral ou pôster, serão integralmente publicados nos anais do evento.

Só serão aceitos trabalhos completos de 8 a 15 páginas, em arquivo formato word e com tamanho máximo de 2,5MB.

Clique aqui para baixar as normas detalhadas de formatação.

Cabe ressaltar que serão selecionados, para cada um dos cinco Eixos propostos, os três trabalhos com melhor avaliação, segundo os critérios da Comissão Científica. Estes quinze trabalhos serão publicados também na forma de artigo, em número especial da revista Espaço e Geografia (ISSN 1516-9375).(Obs.: estima-se que este fascículo especial venha a público ainda em 2015, em um número a sair entre Novembro e Dezembro).

Sendo assim, recomendamos fortemente que os pesquisadores submetam textos que primem tanto pela originalidade – subentendendo, neste caso, que os autores não encaminharão ao GeoSaúde trabalhos já previamente publicados ou em vias de publicação noutros veículos científicos. Quanto pela consistência – entendendo que os parâmetros deste atributo são: relevância do problema; coerência dos argumentos; recurso a literatura contemporânea nacional e internacional. É baseada nestes dois importantes aspectos que a Comissão Científica pontuará e discernirá a qualidade relativa dos trabalhos completos submetidos.

Orientações para Submissão de Trabalhos

1 – Acessar o site: www.geci.ibilce.unesp.br

2 – Realizar o cadastro no GECi (se já for um usuário cadastrado não precisa fazer novo cadastro, basta acessar o GECi com o cadastro já existente).

3 – Selecionar o evento " VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde / IV Fórum Internacional de Geografia da Saúde ".

4 – Selecionar a opção "Submeter trabalho".

5 – Selecionar a seção " Submissão de Artigos".

6 – Na tela de submissão de trabalhos, digite o título do trabalho no local indicado; digite o nome completo do autor e, selecione-o na lista de autores já cadastrados no sistema. Caso não esteja nesta lista, informe o e-mail do autor. No caso de mais de um autor, clique no botão + e preencha os campos correspondentes, seguindo o procedimento anterior.

7 – Selecione a categoria de apresentação do trabalho (Comunicação Oral ou Pôster).

8 – Insira o resumo do trabalho no campo correspondente, o qual deve ter, no máximo, 1.600 caracteres.

9 – Selecionar o eixo temático (ET1: Dinâmica dos sistemas ambientais e a saúde; ET2: Acesso e acessibilidades ao sistema de saúde; ET3: Dados e análises: os desafios do uso das geotecnologias em saúde; ET4: Abordagens e métodos em geografia da saúde; ET5: Alternativas e alternatividades em práticas de saúde coletiva). Clique aqui para obter informações mais detalhadas sobre os eixos temáticos.

11 – Nos campos correspondente, anexe o arquivo a ser submetido e, após conferir todos os dados do formulário, clique em Salvar.

Contato

Inscrições

Orientações para Inscrições

1 – Acessar o site: www.geci.ibilce.unesp.br

2 – Realizar cadrastro no GECi (se já for um usuário cadastrado não precisa fazer novo cadastro, basta acessar o Geci com o cadastro já existente).

3 – Selecionar o evento "VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde - IV Fórum Internacional de Geografia da Saúde".

4 – Selecionar a opção "Efetuar Inscrições".

5 – As inscrições serão efetivadas a partir do preenchimento da ficha de inscrição on-line e do pagamento.

Orientações para o Pagamento

1 – O pagamento será feito através de deposito bancário e o envio do comprovante do deposito via e-mail geosaude2015@unb.br (No comprovante de depósito ou no corpo do e-mail deve constar o nome utilizado na inscrição)

Banco do Brasil

Agência: 3603-X                              

Conta corrente: 51619-8

Titular: VII GEOSAUDE GURGEL

 

2 – O valor do depósito deve ser correspondente ao tipo de inscrição e a data do pagamento conforme a tabela acima.

3 – A inscrição é individual e intransferível

4 – A inscrição não poderá ser cancelada após o processamento.

5 – O valor pago da taxa de inscrição não será devolvido.

6 – A data limite para o pagamento da inscrição e o envio do comprovante por e-mail é até o dia 18 de setembro de 2015, após esta data o pagamento deverá ser feito no local do evento.

7 - Inscritos como estudante de graduação ou pós-graduação deve enviar por e-mail o comprovante de estudante.

Orientações para o Pagamento através de Nota de Empenho

A Nota de Empenho deverá ser encaminhada à Secretaria do Simpósio juntamente com a Ficha de Cadastramento de Nota de Empenho, pelo e-mail geosaude2015@unb.br

Clique aqui para obter a ficha de cadastramento de nota de empenho.

Obs: É imprescindível o envio da ficha de cadastramento para a efetivação do cadastro e para que a inscrição seja confirmada.

Nota: É necessário o envio do comprovante de pagamento, para o e-mail: geosaude2015@unb.br, para baixa no sistema. O não atendimento à solicitação implicará em bloqueio de novas inscrições em eventos do GeoSaúde.

Apoio

Trabalhos premiados

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS NOTIFICAÇÕES DE AIDS EM MULHERES NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NOS PERÍODOS DE 1999-2001 E 2009-2011: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DA DESIGUALDADE SOCIOESPACIAL

Alessandra Cristina Guedes Pellini, Juliana Higa Bellini, Roberta Figueiredo Cavalin, Francisco Chiaravalloti Neto, Dirce Maria Trevisan Zanetta

¿OCURREN OLAS DE CALOR EN CUBA?

Luis B. Lecha Estela

Dayro M. García Herrera

Elena Carvajal Ciómina

ANÁLISE ESPACIAL DOS FATORES ASSOCIADOS À REALIZAÇÃO DE CESARIANA NO DISTRITO FEDERAL EM 2009

Amarílis Bahia Bezerra, Mariana Santos da Silva, Patrícia Pereira Alves da Silva, Walter Massa Ramalho, Helen da Costa Gurgel

DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO DO SETOR SAÚDE NO MUNICÍPIO DE GOIANA, PERNAMBUCO

Anselmo César Vasconcelos Bezerra, Tereza Maciel Lyra,

Maria do Socorro Veloso de Albuquerque

MODELAGEM GEOESPACIAL APLICADA À ANÁLISE MULTITEMPORAL DA OCORRÊNCIA DA ESQUISTOSSOMOSE NO ESTADO DE SERGIPE 2010-2014

Marília Matos Bezerra Lemos Silva, Felippe Pessoa de Melo

Rosemeri Melo e Souza

CLIMA, VULNERABILIDADE SOCIOESPACIAL E SAÚDE DA POPULAÇÃO URBANA DE SÃO LUIS (MA)

Ronaldo Rodrigues Araújo,

João Lima Sant’anna Neto

ESTUDO ECOLÓGICO SOBRE SUICÍDIO E HOMICÍDIO NO ESTADO DE MINAS GERAIS, BRASIL

Daniel Hideki Bando, David Lester, Marcos Fabrício Souza Machado, Elisabete Souza Maia R. Pires, Ligia Vizeu Barrozo

DETERMINANTES SOCIAIS DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS CASOS DE DENGUE NA FAIXA FRONTEIRIÇA DO BRASIL

José Joaquín Carvajal Cortés,

Nildimar Alves Honório,

Gerusa Gibson,

Paulo César Peiter

PLANTAS MEDICINAIS: UM RESGATE DOS CONHECIMENTOS TRADICIONAIS E CULTURAIS NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Diogo Soares Nunes,

Epídio Araújo de Sousa,

Iranildo Anibal Lima,

Martha Priscila Bezerra Pereira

PROPOSTA DE METODOLOGIA DE MONITORAMENTO, ANÁLISE E AVALIAÇÃO DA REDE ASSISTENCIAL PARA A SAÚDE SUPLEMENTAR

Janaína Bylaardt Volker, Ana Maria de Jesus Cardoso, Renata Guimarães Vieira de Souza Pimentel, Taisa Silva Bonelli, Sérgio Adriano Loureiro Bersan

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À ANÁLISE SOCIOECONÔMICA E EPIDEMIOLÓGICA DA COINFECÇÃO AIDS / HANSENÍASE, NAS MICRORREGIÕES BELÉM E TUCURUÍ, ESTADO DO PARÁ

Waltair Maria Martins Pereira, Rafaela Pereira Gomes

Alcinês da Silva Sousa Junior

Vera Regina da Cunha Menezes Palacios, Claudemir Sartori Junior

Mauro Wendel de Souza Matos

Claudia do Socorro Miranda

Nelson Veiga Gonçalves

A MORTALIDADE POR CÂNCER NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE: UMA ANÁLISE EXPLORATÓRIA

Elton Carlos de Oliveira-Borges,

João Francisco de Abreu,

Leônida Conceição Barroso

ENSINO E PESQUISA EM GEOGRAFIA DA SAÚDE NA EUROPA, ÁFRICA E AMÉRICA LATINA

Francisco de Assis Mendonça,

Pascal Handschumacher