Apresentação

 VIII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde

2017_CD.jpg

    No Brasil, diversos eventos no campo da Saúde Coletiva - como os congressos brasileiros de Epidemiologia, de Saúde Coletiva e Ciências Sociais em Saúde, expressam o interesse crescente no meio acadêmico e nas instituições públicas pela incorporação de novos conceitos e metodologias capazes de avançar nas análises de situação de saúde e na promoção das políticas públicas de saúde no Brasil.
   Os geógrafos brasileiros não ficaram alheios a esse processo. Desde dezembro de 2003, quando foi realizado o I Simpósio Nacional de Geografia da Saúde, na cidade de Presidente Prudente-SP, bianualmente ocorre este evento, 
que já na primeira edição reuniu cerca de 200 profissionais e estudantes de distintas unidades federativas do Brasil e pesquisadores da Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia, México e Cuba. Desde então seis outros simpósios foram realizados, com uma média de 250 participantes e em cidades de distintas regiões brasileiras (Curitiba, Rio de Janeiro, Uberlândia, Recife, São Luís e Brasília).
    A partir de sua terceira edição o evento passou a ocorrer concomitante com o Fórum Internacional de Geografia da Saúde, o que ampliou a participação da comunidade científica latino americana e teve a adesão de europeus, americanos, africanos e oceânicos. Assim, dada as suas abrangências espacial e temática, este simpósio e fórum bianuais, denominados de GeoSaúde, são reconhecidos pelas comunidades científicas nacional e internacional, a exemplo da Comissão de Saúde e Ambiente da União Geográfica Internacional (UGI).
   A consolidação deste evento reflete os avanços acadêmico-científicos do olhar geográfico para as ciências da saúde, assim como o interesse da área da saúde pelo espaço geográfico, tanto como categoria de análise da distribuição espacial de agravos à saúde, quanto para o aperfeiçoamento dos sistemas de saúde. Este movimento tem como bases a renovação da Epidemiologia, que busca caracterizar os determinantes sociais e ambientais dos problemas de
saúde; a preocupação com o desenvolvimento da promoção de saúde, compreendendo o território como estratégia de ação; e a necessidade de regionalizar os serviços e ações de saúde, entre outros temas ligados à história
recente da Saúde Pública.
   Por outro lado, a Geografia da Saúde, desde a sua origem, tem sido calcada na evidência dos problemas, permitindo a identificação de lugares e situações de risco, apoiando o planejamento territorial de ações de saúde e o desenvolvimento das atividades de prevenção e promoção de saúde, além de Anais do VIII GeoSaúde.
    V Fórum Internacional de Geografia da Saúde UFGD - 2017 contribuir com a construção de políticas públicas de saúde que visem eficácia, eficiência e efetividade. Um dos compromissos primordiais da Geografia da Saúde no Brasil é contribuir para a consolidação do SUS, diminuição das iniquidades em saúde e a redução das desigualdades sociais.
     Com o intuito de contribuir para o desenvolvimento científico do Centro-Oeste, entre os dias 27 de junho de 01 de julho de 2017, realiza-se na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) o VIII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde e o V Fórum Internacional de Geografia da Saúde. O tema escolhido para nortear as discussões do VIII simpósio é “Saúde na Fronteira e Fronteira(s) na Saúde”. Assim, a temática considera o contexto geográfico da extensa faixa de fronteira continental do Brasil e a necessidade de ampliar a compreensão dos processos saúde doença através das diversas-diferentes fronteiras do conhecimento, étnicas, geográficas, da alteridade.
   Os debates do VIII Simpósio foram planejados através dos eixos temáticos que compõem a organicidade do evento, desde a temática central da proposta, e são: epistemologia e abordagens teóricas em geografia da saúde; saúde e meio ambiente; informação geográfica e geotecnologias aplicadas à saúde; desigualdades sociais, acessibilidade e regionalização dos serviços de saúde; saberes tradicionais e alternatividades em saúde coletiva. Além disso, oficinas internacional e temáticas devem contribuir para aumentar a sinergia de pesquisadores e universidades latino americanas e tratar de temas emergentes, denominadas: Agenda de pesquisa em Geografia da Saúde para América Latina e Caribe; Geografia e Alimentação; Contextos Geográficos, Saúde Mental,Drogas e Violências; e, Investigación Transdisciplinar desde el Enfoque de Ecosalud, aportes desde la Geografía.
   Com essa programação, mais de 280 participantes inscritos têm aoportunidade de assistir as Conferências, Mesas-Redondas, Oficinas, Sessões deComunicações Orais e de Pôsteres, Análise de Conjuntura, ApresentaçõesArtístico-culturais relacionadas ao tema do evento e Trabalhos de Campo. Neste instigante entrelaçar de ideias, as atividades do evento buscam o cruzar de fronteira(s) nos 141 trabalhos científicos, divididos entre 94 apresentações orais e 47 pôsteres.
   As 17 seções de comunicações orais aglutinam trabalhos por proximidade de objetos de estudo, visando tornar os debates ainda mais profícuos. Estas sessões reunem trabalhos sobre: 01 - Fronteiras e Saúde na América Latina e Caribe; 02 - Saúde Mental e Contextos Geográficos; 03 - Dengue e Diferenciação Espacial; 04 - Território Usado e Regionalização dos Serviços de Saúde; 05 - Espacialidades das Leishmanioses Visceral e Tegumentar; 06 - Qualidade da Água e Doenças de Veiculação Hídrica; 07 - Mapeamento e Contextualização de Anais do VIII GeoSaúde
Doenças Infecto Contagiosas; 08 - Práticas Espaciais e Espacialidades de Doenças Crônicas; 09 - Alternatividades em Saúde Coletiva e Promoção da Saúde; 10 - Agrotóxicos, Ambiente e Segurança Alimentar; 11 - Violências e Saúde Pública; 12 - Dengue e Dinâmica Ambiental; 13 - Políticas Públicas de Saúde; 14 - Saúde, Geografia e Contexto Escolar; 15 - Interdisciplinaridade e Epistemologia em Geografia e Saúde; 16 - Informação Geográfica e Geotecnologias Aplicadas à Saúde; e, 17 - Impactos da Saúde Ambiental na População e na Saúde do Trabalhador.
   Através da realização do simpósio e do fórum, espera-se ampliar a participação de pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós graduação, em especial em relação aos convidados internacionais, consolidando esse movimento de valorização das análises geográficas dos problemas de saúde e da busca de estratégias de superação desses desafios. Diante desse quadro, a finalidade principal desse evento é explorar novas fronteiras de pesquisa entre a geografia e a saúde e fomentar redes internacionais para compartilhar esta informação e gerar sinergias de pesquisa e de aplicações dessas pesquisas nos serviços de saúde. Dessa maneira, o evento é de extrema relevância para o fortalecimento do movimento de valorização das análises geográficas dos problemas de saúde e da busca de estratégias de superação desses desafios.
     O Grupo de Pesquisa Saúde, Espaço e Fronteira(s) – GESF como organizador do evento reporta menção especial de gratidão àqueles que tomaram parte ativa na Comissão Organizadora e na Comissão Científica, assim como as instituições realizadoras: a Universidade Federal da Grande Dourados, a Associação dos Geógrafos Brasileiros – Sessão Dourados e a Universidade Estadual Paulista – Campus Presidente Prudente, bem como àqueles que atuam como mediadores, coordenadores de sessões e monitores na realização deste evento.
     Por fim, agradecemos os apoiadores do evento pelo aporte financeiro, institucional e parcerias (CAPES, FUNDECT, CNPQ, PROPP(UFGD), PROEX (UFGD), ADUFDOURADOS, FCH(UFGD), FCS(UFGD), PPGG(UFGD), UFMS, IGUUGI, GECI, BIOGEOS, PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS). Tempos de crise nos fazem estremecer e fortalecer. Que este evento propicie o explorar de novas fronteiras da práxis entre a Ciência Geográfica e as Ciências da Saúde.

Comissões

COMISSÃO ORGANIZADORA
Prof. Dr. Adeir Archanjo da Mota Universidade Federal de Grande Dourado
Coordenador Geral
Prof.ª Dr.ª Claudia Marques Roma Universidade Federal de Grande Dourado
Coordenadora Geral
Prof. Dr. Raul Borges Guimarães Universidade Estadual Paulista/FCT
Coordenador Geral
Prof. Dr. Alexandre Bergamin Vieira UFGD/ Geografia
Profª. Me. Bruna Menegassi UFGD/ Nutrição
Profª. Drª. Catia Paranhos Martins UFGD/ Psicologia
Profª. Drª. Eva Teixeira dos Santos UFMS/CAq
Profª. Drª. Gabriela R. B. de Andrade UFGD/ Psicologia
Prof. Dr. Sérgio Henrique V. L. de Mattos UFsCAR
Profª. Drª. Verônica Gronau Luz UFGD/ Nutrição
Tec. Adm. Dr. Ângelo F. N. Ribeiro UFGD/ FCH
Tec. Adm. Me. Jussara Marques UFGD/ FCH
Me. Laura Gondim N. M. Araújo UFGD/ PPGG
Me. Luciana Virginia M. Bernardo UNIOESTE
Me. Maycon Jorge U. Saraiva Farinha UFGD/ FACALE
Me. Alessandro Bezerra Oliveira UFGD/ PPGG
Edson Ribeiro Garcia AGB-Dourados
Gilberto Alves de Assis Junior UFGD/ FCH
Marize Teixeira UFGD/FCS
COMISSÃO CIENTÍFICA
Profª. Drª. Paula Cristina A. Cadima Remoaldo (Universidade do Minho, Portugal)
Prof. Dr. Paulo Nuno Maia de Sousa Nossa (Universidade de Coimbra; Portugal)
Prof. Dr. Adelsom Soares Filho (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Alexandre Bergamin Vieira (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Drª. Ana Paula Archanjo Batarce (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. André Geraldo Berezuk (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Anselmo César Vasconcelos Bezerra (Instituto Federal de Pernambuco)
Prof. Dr. Antonio Conceição P. Filho (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Cássia Barbosa Reis (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Catia Paranhos Martins (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Christovam Barcellos (Fundação Oswaldo Cruz)
Prof. Dr. Eduardo Augusto Werneck Ribeiro (Instituto Federal Catarinense)
Profª. Drª. Emília Maria Silva (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Eva Teixeira dos Santos (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
v
Profª. Drª. Flávia de Oliveira Santos (Universidade Federal de Uberlândia)
Profª. Drª. Gabriela Rieveres B. Andrade (Universidade Federal da Grande Dourados
Prof. Dr. Giancarlo Lastoria (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Helen Gurgel (Universidade de Brasília)
Prof. Dr. Isaque dos Santos Sousa (Universidade do Estado do Amazonas)
Prof. Dr. Jan Bitoun (Universidade Federal de Pernambuco)
Prof. Dr. João Carlos de Oliveira (Universidade Federal de Uberlândia/ESTES)
Prof. Dr. Joelson Gonçalves Pereira (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. José Aquino Junior (Universidade Federal do Maranhão)
Prof. Dr. José Roberto Machado (Instituto Federal de Santa Catarina)
Profª. Drª. Josefa Eliane Santana de Siqueira Pinto (Universidade Federal de Sergipe)
Profª. Drª. Juliana Arena Galhardo (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Juliana Grasiéli Bueno Mota (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Julio Cesar de Lima Ramires (Universidade Federal de Uberlândia)
Prof. Dr. Júlio Henrique Rosa Croda (Fiocruz e UFGD/ FCS)
Prof. Dr. Leandro Baller (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Drª. Ligia Vizeu Barrozo (Universidade de São Paulo)
Prof. Dr. Marcelo da Silveira Campos (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Marcelino Andrade Gonçalves (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)
Profª. Drª. Márcia Siqueira de Carvalho (Universidade Estadual de Londrina)
Profª. Drª. Márcia Yukari Mizusaki (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Drª. Maria Jose Martinelli Calixto (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Drª. Marina Jorge de Miranda (Universidade de São Paulo/ FSP)
Prof. Dr. Marivaldo Cavalcante da Silva (Universidade Federal do Tocantins)
Profª. Drª. Martha Priscila Bezerra Pereira (Universidade Federal de Campina Grande)
Prof. Dr. Mauricio Monken (Fundação Oswaldo Cruz)
Profª. Drª. Natacha Cíntia Regina Aleixo (Universidade do Estado do Amazonas)
Prof. Dr. Nestor Alexandre Perehouskei (Universidade Federal de Mato Grosso)
Prof. Dr. Oseias da Silva Martinuci (Universidade Estadual de Maringá)
Prof. Dr. Paulo Cesar Peiter (Fundação Oswaldo Cruz)
Prof. Dr. Rivaldo Mauro de Faria (Universidade Federal de Santa Maria)
Prof. Me. Baltazar Casagrande (Universidade Estadual Paulista/ FCT)
Prof. Me. Edson Pereira de Souza (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Me. Leonice Seolin Dias (Universidade Estadual Paulista/ FCT)
Prof. Me. Mauricio Fuentes Vallejo (Université Paris 8)
Profª. Drª. Renata Gracie (Fundação Oswaldo Cruz)
Prof. Me. Roberto Dias de Oliveira (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)
Prof. Dr. Ronaldo Rodrigues Araujo (Universidade Federal do Maranhão)
Profª. Drª. Ruth Elias de Paula Laranja (Universidade de Brasília)
Prof. Dr. Samuel do Carmo Lima (Universidade Federal de Uberlândia)
Profª. Drª. Sandra Célia Muniz Magalhães (Unimontes)
Profª. Drª. Sara Santos Bernardes (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Sérgio Henrique V. L. Mattos (Universidade Federal da Grande Dourados)
Prof. Dr. Umberto Catarino Pessoto (Instituto de Saúde/SUCEN/SES-SP)
Profª. Drª. Valéria Raquel Porto de Lima (Universidade Estadual da Paraíba)
Profª. Drª. Verônica Gronau Luz (Universidade Federal da Grande Dourados)
Profª. Drª. Zulimar Márita Ribeiro Rodrigues (Universidade Federal do Maranhão)
Prof. Dr. Walter Guedes da Silva (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)

Programação Detalhada

27/06/2017 - terça-feira
08h30min às 11h30min - Oficina Internacional:
Agenda de pesquisa em Geografia da Saúde na América Latina e Caribe
Apresentação, debate e construção de agenda de pesquisa no contexto de
integração da América Latina e Caribe.
Dr. Raul Borges Guimarães (UNESP / Presidente Prudente) – Brasil
Dr. Jorge Amâncio Pickenheyn – (Universidad Nacional de San Juan) - Argentina
Dr. José Seguinot Barbosa (Universidad de Puerto Rico) - Porto Rico
Drª. Luisa Iñiguez Rojas (FLACSO/ Universidad de La Habana) - Cuba
Me. Mauricio Fuentes Vallejo (Fundación Santa Fe de Bogotá) - Colômbia
Dr. Miguel Ernesto González Castañeda (Universidade de Guadalajara) - México
11h30min às 13h30min – Intervalo para almoço
13h30min às 18h00min - Oficinas Temáticas
:


Oficina Temática I:


Geografia e Alimentação


  A oficina Geografia e Alimentação tem por objetivo dessa atividade é debater e analisar os fatores relacionados a alimentação, o uso e a disputa de terras no Brasil, e o impacto para a segurança alimentar e nutricional, tanto para a população em geral, como para os pequenos produtores e para a população indígena.


Drª. Verônica Gronau Luz (UFGD/ FCS) - Coordenação da Oficina
Dr. J. Christopher Brown (Kansas University, EUA)
Dr. Emerson Ferreira Guerra (UFRRJ)
Drª. Ana Maria Segall Corrêa (UNICAMP/ CONSEA)
Drª. Dulce Lopes Barboza Ribas (UFMS)


Oficina Temática II:
Contextos Geográficos, Saúde Mental, Drogas e Violência
s


   A complexidade da realidade e as fragmentações na Ciência colocam desafios para uma temática interdisciplinar de alta relevância, como o proposto nesta oficina "Contextos Geográficos, Saúde Mental, Drogas e Violências".
   A oficina reunirá especialistas de distintas áreas do conhecimento para discussões teóricas e resultados empíricos acerca da territorialidade dos serviços de saúde mental e dos contextos geográficos das incidências do abuso de álcool e outras drogas, de psicopatologias e das violências.


Dr. Adeir Archanjo da Mota (UFGD/Geografia) - Coordenação da Oficina
Dr. Alcindo José de Sá (UFPE/ Geografia)
Dr.ª Camila Nunes Dias (UFABC/ Psicologia)
Dr. Conrado Neves Sathler (UFGD/Psicologia)
Dr. Marcelo da Silveira Campos (UFGD/ Ciências Sociais)
Dr. Luís Fernando Farah de Tófoli (UNICAMP/ Medicina)
Esp. Thiago Monteiro Pithon (Ministério da Saúde/SAS/DAET/CGMAD)

Oficina Temática III:
Investigación Transdisciplinar desde el Enfoque de Ecosalud, aportes desde la Geografía


Por medio del taller quisiéramos compartir nuestras experiencias y generar reflexiones con los participantes sobre el rol de la Geografía en escenarios de investigación transdisciplinar, los cuales se hacen cada vez más frecuentes y necesarios en el ámbito de la investigación en salud y en la búsqueda de soluciones
a problemáticas de salud pública.


Me. Mauricio Fuentes (Fundación Santa Fe de Bogotá) - Coordenação da Oficina
Dr. Daniel Elías Cuartas Arroyave (Universidad del Valle – Colômbia)
Me. Simon Paul Jean Tomasi (Fundación Santa Fe de Bogotá – Colômbia)


19h00min - Cerimônia de Abertura
19h30min - Prêmio Josué de Castro
20h00min - Conferência de Abertura:

Saúde na Fronteira e Fronteira(s) na Saúde
Dr. Paulo Cesar Peiter (FIOCRUZ)


28/06/2017 - quarta-feira
08h30min às 11h30min - Sessões de Comunicações Orais
Seção de Pôsteres
11:30 às 13:30 - Intervalo para almoço
13h30min às 15h30min - Mesa Redonda 1:

Epistemologia e Abordagens Teóricas em Geografia da Saúde


Dr. Paulo Nuno Maia de Sousa Nossa (Universidade de Coimbra, Portugal)
Dr. Raul Borges Guimarães (UNESP – Presidente Prudente)
Drª. Catia Paranhos Martins (UFGD/ Psicologia)
Mediadora: Drª. Flávia de Oliveira Santos (UFU)


15h30min às 16h00min - Lançamento de livros e "café"
16h00min às 18h00min - Mesa Redonda 2:
Informação Geográfica e Geotecnologias aplicadas à Saúde


Dr. José Seguinot (Universidad de Puerto Rico)
Dr. Christovam Barcellos (FIOCRUZ/ ICICT)
Dr. Guilherme Loureiro Werneck (UERJ/UFRJ)
Mediadora: Drª. Marina Jorge de Miranda (USP/ FSP)

19h30min - Programa Artístico-Cultural
20h00min - Análise de Conjuntura

Saúde na América Latina e Caribe


Dr.ª Luisa Iñiguez Rojas (Universidad de La Havana, Cuba)
Dr. Jorge Amancio Pickenhayn (Universidad Nacional de San Juan, Argentina)


29/06/2017- quinta-feira
08h30min às 11h30min - Sessões de Comunicações Orais
Seção de Pôsteres
11:30 às 13:30 - Intervalo para almoço
13h30min às 16h00min - Mesa Redonda 3:
Saberes Tradicionais e Alternatividades em Saúde Coletiva
Liderança religiosa indígena


Dr. Francisco Mendonça (UFPR)
Drª. Martha Priscila Bezerra Pereira (UFCG)
Drª. Cándida Graciela Chamorro Arguello (UFGD/História)
Mediadora: Drª. Cláudia Marques Roma (UFGD/Geografia)
19h30min - Programa Artístico-Cultural
Peça Teatral: ARA PYAHU - DES/CAMINHOS DO CONTAR-SE
30/06/2017- sexta-feira
8:30min às 10:30min - Mesa Redonda 4:
Saúde e Meio Ambiente
Dr. Samuel do Carmo Lima (UFU)
Dr. Julio Henrique Rosa Croda (UFGD/ Medicina)
Dr. José Aquino Junior (UFMA)
Mediadora: Drª Márcia Siqueira de Carvalho (UEL)


10:30min às 11:30min - Montagem do Painel “Saúde e Fronteira(s)”
11h30min às 13h30min - Intervalo para almoço
13h30min às 15h30min - Mesa Redonda 5:
Desigualdades Sociais, Acessibilidades e Regionalização dos Serviços
de Saúde


Dr. Miguel Ernesto González Castañeda (Universidade de Guadalajara, México)
Dr. Jan Bitoun (UFPE)
Dr. Rivaldo Mauro de Faria (UFSM)
Mediadora: Drª. Gabriela Rieveres Borges de Andrade (UFGD/ Psicologia)


15h30min às 16h00min - "café"
16h00min às 18h00min - Premiações e Sessão de Encerramento
19h30min - Programa Artístico-Cultural
Peça Teatral: ARA PYAHU - DES/CAMINHOS DO CONTAR-SE
01/07/2017- sábado
8h00min às 17h30min - Trabalhos de Campo I:
Fronteira Brasil - Paraguai
8h30min às 12h00min - Trabalhos de Campo II:
Acampamentos e Reserva Indígena em Dourados – MS

Eixos Tmaticos

  1. FRONTEIRAS E SAÚDE NA AMÉRICA LATINA E CARIBE.

  2. SAÚDE MENTAL E CONTEXTOS GEOGRÁFICOS.

  3. DENGUE E DIFERENCIAÇÃO ESPACIAL.

  4. TERRITÓRIO USADO E REGIONALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE.

  5. ESPACIALIDADES DAS LEISHMANIOSES VISCERAL E TEGUMENTAR.

  6. ​QUALIDADE DA ÁGUA E DOENÇAS DE VEICULAÇÃO HÍDRICA.

  7. MAPEAMENTO E CONTEXTUALIZAÇÃO DE DOENÇASINFECTO CONTAGIOSAS.

  8. PRÁTICAS ESPACIAIS E ESPACIALIDADES DE DOENÇAS CRÔNICAS.

  9. ALTERNATIVIDADES EM SAÚDE COLETIVA E PROMOÇÃO DA SAÚDE.

  10. AGROTÓXICOS, AMBIENTE E SEGURANÇA ALIMENTAR.

  11. VIOLÊNCIAS E SAÚDE PÚBLICA.

  12. DENGUE E DINÂMICA AMBIENTAL.

  13. POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE.

  14. SAÚDE, GEOGRAFIA E CONTEXTO ESCOLAR.

  15. INTERDISCIPLINARIDADE E EPISTEMOLOGIA EM GEOGRAFIA E SAÚDE.

  16. INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA E GEOTECNOLOGIAS APLICADAS À SAÚDE.

  17. IMPACTOS DA SAÚDE AMBIENTAL NA POPULAÇÃO E NA SAÚDE DO TRABALHADOR.

Trabalhos premiados

A GEOGRAFIA DO CÂNCER DE MAMA NO NORTE DE MINAS GERAIS: DO DIREITO AO ACESSO À SAÚDE

Mônica Oliveira Alves,

Sandra Célia Muniz Magalhães

A TRAJETÓRIA DA EPIDEMIA DE AIDS NAS MULHERES RESIDENTES NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, DE 1983 A 2012

Alessandra Cristina Guedes Pellini, Roberta Figueiredo Cavalin,

Marcela Amorozo Francisco,

Francisco Chiaravalloti Neto,

Dirce Maria Trevisan Zanetta

A (IN)ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE EM DOURADOS - MS: O CASO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO DIOCLÉCIO ARTUZI I E II

Matheus Martins de Araújo Irabi,

Nágela Maluf Lemes Ferreira,

Alexandre Bergamin Vieira

AVALIAÇÃO GEOQUÃMICA AMBIENTAL DO GARIMPO AREINHA: ESTUDO DA CONCENTRAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE METAIS PESADOS NOS SEDIMENTOS E OS DANOS À SAÚDE HUMANA

Amanda Dias Araújo, Mariana de Oliveira Freitas, Lúcio do Carmo Moura, Hernando Baggio Filho, Rosana Passos Cambraia

CONSIDERAÇÕES SOBRE INTOXICAÇÃO HUMANA POR AGROTÓXICOS NO CENTRO-OESTE BRASILEIRO, NO PERÍODO DE 2008 A 2013

Maycon Jorge Ulisses Saraiva Farinha, Luciana Virginia Mario Bernardo,

Adeir Archanjo da Mota

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À EPIDEMIOLOGIA DA LEISHMANIOSE VISCERAL

Natália Trindade Azevedo Marques, Vitória Machado Neres Gonçalves, Cristiane Barbosa de Almeida,

Marina Luiza Franco,

Juliana Arena Galhardo

PRAÇAS COMO ESPAÇOS PARA SAÚDE: O CASO DA PRAÇA NISHINOMIYA (LONDRINA-PARANÁ)

Lucas Fernando Bertacco da Silva, Marcia Siqueira de Carvalho

TERRITORIALIDADE DOS USUÁRIOS DE CRACK EM SITUAÇÃO DE RUA E SUAS REDES DE APOIO SOCIAL NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

Paulo Peiter,

Pilar Belmonte,

Mirna Teixeira,

Marcelly Freitas Gomes,

Alda Lacerda

MENTIRAS COM MAPAS NA GEOGRAFIA DA SAÚDE: MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO E O CASO DA BASE DE DADOS DE LVA DO SINAN E DO CVE

Patricia Sayuri Silvestre Matsumoto, Rafael de Castro Catão,

Raul Borges Guimarães

RELAÇÕES ENTRE A DINÂMICA AMBIENTAL E A DENGUE NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL

Rogerio Vidal de Siqueira, Helen da Costa Gurgel, Bruna Drumond Silveira, Walter Massa Ramalho

DINÂMICA ESPACIAL DE NASCIDOS VIVOS E ÓBITOS INFANTIS NAS REGIÕES DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL EM 2012

Amarílis Bahia Bezerra,

Krishna Mara Rodrigues Freire,

Helen da Costa Gurgel,

Walter Massa Ramalho